OLÁ A TODOS, AO ENTRAR PELA 1ªVEZ NESTE BLOG, DEVEM IR AO ARQUIVO do LADO DIREITO E CLICAR em JANEIRO, DEPOIS NA DATA DE 23 E IR AO FIM DA PÁGINA PARA COMEÇAR A LER O 1º POST , A MINHA VIDA COM A DIABETES. " O INÍCIO HÁ 23 ANOS"
Domingo, 24.01.10

 Nunca é demais consumir abundantemente vegetais, hortaliças, frutas frescas e leguminosas, devido à sua riqueza em fibras, vitaminas e minerais. Como? No prato, cozidos ou em saladas cruas ou ainda na sopa, onde se aproveita o máximo de nutrientes diluídos no caldo.

As fibras são não só importantes para prevenirem ou até corrigirem as alterações dos níveis do colesterol no sangue, como também contribuem para tornar mais lenta a absorção dos hidratos de carbono (evita as hiperglicemias).

Mais uma vez se chama a atenção para as leguminosas que conseguem fornecer ao mesmo tempo fibras, amido e proteínas vegetais. Para fornecerem mais fibra, os cereais devem ser parcialmente completos e não totalmente refinados. Relativamente às frutas, vegetais e hortaliças, quanto mais vermelhos, amarelos ou verde-escuro forem, maior é a sua riqueza em vitaminas anti-oxidantes: vitamina C e Beta-caroteno.

Os diabéticos necessitam de um consumo muito superior destas vitaminas tão indispensáveis na prevenção e tratamento das manifestações tardias da doença. Funcionam como um meio de defesa que utilizam em grande quantidade e que precisam de ir repondo constantemente.

A alimentação de qualquer diabético deve basear-se na ingestão de alimentos fornecedores de hidratos de carbono como principal fonte da sua energia diária, devendo contribuir por isso com cerca de 60 % das calorias totais necessárias.

Isto implica muitas vezes uma alteração de hábitos já adquiridos em que, erradamente, se fazem demasiadas restrições em hidratos de carbono. Pelo contrário, a gordura deve contribuir com apenas
25 a 30% das calorias, enquanto que as proteínas devem contribuir com 10 a 15% das calorias.

Os hidratos de carbono que devem ser ingeridos em maior quantidade são do tipo de absorção mais lenta – a que se chama amido – porque provocam menores oscilações das glicémias. Ou seja, após a ingestão de alimentos ricos em amido, a glicemia aumenta muito mais devagar e a um nível muito mais baixo.

Os alimentos ricos em amido são: as massas, o feijão, o grão, as ervilhas, as favas, as lentilhas e o pão de mistura. Estes alimentos não só podem, como devem ser consumidos todos os dias em quantidades adaptadas às necessidades individuais. O arroz e a batata também são ricos em amido, embora se trate de um tipo de amido que tem uma absorção menos lenta. Devem por isso ser consumidos com alguma moderação.

Existem outros tipos de hidratos de carbono necessários em menor quantidade e com velocidade de absorção intermediária. São fornecidos pelo leite e pelos iogurtes – a que se chama lactose – e pelas frutas – a frutose.

Os hidratos de carbono que têm uma absorção mais rápida e até quase imediata são a sacarose (do açúcar) e a glucose. Por este motivo devem ser evitados todos os alimentos que os contenham em grandes quantidades. Por exemplo: refrigerantes, doces, bolos, mel, compotas, marmelada, frutas cristalizadas, passas, etc.

Toleram-se apenas em dias festivos, em quantidade muito moderada e no fim de uma refeição, à sobremesa. A ingestão de alimentos com hidratos de carbono de absorção muito rápida deve ser apenas reservada para corrigir uma hipoglicemia. Neste caso, a primeira escolha vai para o açúcar e para os refrigerantes ou outras bebidas com açúcar. "AS DITAS, DESCIDAS

Uma correcta distribuição dos hidratos de carbono ao longo do dia é importante para toda a gente, mais ainda para o diabético. Deve-se comer pouco e várias vezes ao dia. Ou seja, os hidratos de carbono devem ser distribuídos por 6 ou 7 refeições diárias, com intervalos entre 2 a 3 horas entre cada uma delas durante o dia e com um repouso de cerca de 8 horas durante a noite.

Deste modo evitam-se as grandes variações da glicemia. Tanto se previne a hipoglicemia entre as refeições, como se evita a hiperglicemia após as refeições, resultante da ingestão de grandes quantidades de alimentos.

consumo de gordura que tem aumentado muito, deve ser reduzido. E deve ser reduzido principalmente o tipo de gordura mais prejudicial – a que tem mais ácidos gordos saturados – contida principalmente na carne dos ruminantes e outros produtos derivados (manteiga, natas, queijos gordos, enchidos, charcutaria, etc).

Atenção às gorduras escondidas nos bolos, folhados, batatas fritas, empadas e outros salgadinhos. Relativamente à carne, é suficiente a sua ingestão algumas vezes por semana, devendo dar-se preferência às carnes mais magras como as das aves (sem a pele), do coelho e alguma carne de porco magra. Intercalar estas com os ovos (cozidos ou pochê) e principalmente com o peixe que merece especial destaque na alimentação por ter um papel importante na prevenção das doenças cardiovasculares.

Este efeito deve-se à excelente qualidade da gordura que os peixes contêm, com capacidade de tornar o sangue mais fluído e de diminuir os processos inflamatórios. Por isso, ao contrário da carne, devem preferir-se os peixes mais gordos (e por vezes os mais baratos), tais como: a sardinha, a cavala, o arenque, a enguia, o carapau, a sarda e o salmão.·
A manteiga pode ser consumida numa quantidade equivalente a um pacotinho de 15 g/dia. Para temperar, destaca-se o grande benefício do uso do azeite, cujo consumo parece impedir o desenvolvimento da arterosclerose.·
Para cozinhar também, porque é uma gordura que se degrada muito pouco quando sujeita ao calor. Os frutos amiláceos como a noz, a avelã e a amêndoa (não salgados), embora sejam ricos em gordura, podem ser consumidos em pequena quantidade cerca de 2 vezes por semana, porque contêm: gordura de excelente qualidade

água (não açucarada) deve ser sempre a bebida de primeira escolha. Pelo menos 1,5 litros por dia. Os refrigerantes não são mais do que uma água açucarada a que se adicionam alguns corantes. A quantidade de açúcar que fornecem por cada copo de 2,5 dl equivale a cerca de 3 pacotes de açúcar.

Têm por isso pouco interesse sob o ponto de vista alimentar, devendo recorrer-se a este tipo de bebidas só quando for preciso corrigir uma hipoglicemia. Os sumos de fruta 100% contêm apenas o açúcar natural da própria fruta. Podem ser consumidos com alguma moderação, mas nunca com o objetivo de substituir a fruta fresca.

Nos produtos "light" o açúcar é substituído por adoçantes artificiais, constituindo por isso uma alternativa aos produtos açucarados. Quanto às bebidas alcoólicas, apenas ao diabético adulto e bem compensado se permite a ingestão de vinho, de preferência tinto e só 250 ml por dia, às refeições.

Relativamente à cerveja, tolera-se o consumo de 200 ml, duas ou três vezes por semana. Não se tolera mais nenhuma bebida alcoólica. Nenhuma bebida é permitida durante a gravidez, ou em caso de pancreatite, neuropatia e hipoglicemias frequentes.

APB diabeticaparadiabeticos às 16:29 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

 


Sabem porque é que este cachorrinho está triste ?
Também é diabético e toma insulina.
Sabiam que os cães podem apanhar diabetes? Alguns dos casos com diabetes:

 

 

 

 

A Lassie é uma cadela com 13 anos que começou a beber mais água que o normal. Passou obviamente a urinar com mais frequência e a dona verificou que o animal andava inquieto. O dono do Jack apercebeu-se dos primeiros sinais de urina com sangue quando ele tinha cerca de 6 anos de idade. A Tucha tinha 10 anos quando começou a perder o apetite, emagrecer e a ficar fraca dos membros posteriores. O que é que estes três cães têm em comum? Diabetes mellitus, doença que traduz um excesso de açúcar no sangue e que pode afectar cães, gatos e humanos.

 

Muitas pessoas ao ouvir este diagnóstico ficam alarmadas e podem mesmo pensar que o seu querido animal não tem mais hipóteses! Mas o Jack p.ex, actualmente já tem 8 anos de idade e tem uma boa qualidade de vida. Novas investigações a nível dietético e o uso de certos minerais, têm ajudado a reduzir as doses diárias necessárias de insulina, melhorando a saúde dos pacientes. Em breve poderá estar disponível tratamento de insulina via oral, o que muitos donos, que têm aversão a agulhas, com certeza vão apreciar! Porque é que alguns cães desenvolvem esta doença?
Qualquer cão pode contrair diabetes, mas os riscos aumentam entre os 7 e os 9 anos de idade. As fêmeas têm o dobro da tendência que os machos. Serem ou não castrados não influi
em nada. Animais obesos têm definitivamente maior tendência do que os mais magros. De facto, manter o cão com o seu peso ideal talvez seja o factor mais importante na prevenção da diabetes.

 

Diabetes mellitus não é tão comum em gatos, quanto em humanos. Ocorre principalmente em gatos de meia idade ou idade avançada e obesos, mas qualquer gato que apresente sintomas de fome excessiva, perda progressiva de peso, sede e urina em excesso, deve ser vigiado.

   

 

A doença ocorre devido a incapacidade das células do pâncreas em segregar insulina o suficiente.
A insulina é necessária, para que as células do corpo retirem a glicose da corrente sanguínea e a metaboliza
em energia. Portanto, nos diabéticos, o açúcar do sangue permanece alto. O limite normal está em torno de100mg.
Com o tempo, a diabetes não controlada causará diversos problemas no gato.
Os principais sinais no gato são: fome excessiva e por mais que coma continua a emagrecer, porque não consegue absorver nutrientes.
Além da perda de peso, outro sinal é o aumento da sede e urina.

O diagnóstico da diabetes é feito pela dosagem de glicose no sangue e na urina.
A diabetes só é fatal se não for tratada.
Um pequeno número de gatos pode ser tratado apenas com dieta e medicação oral, mas a maioria necessita de injecções de insulina. Existe no mercado rações especiais para animais diabéticos.

A administração de insulina não é tão ruim quanto parece. A agulha é muito fina e a maioria não reage.
A dose de insulina depende de cada caso, e no início do tratamento, o veterinário irá determinar a dose que seu gato precisa.
Ele terá que ser internado, para que o veterinário possa aos poucos determinar qual a taxa de insulina diária que ele necessita. O internamento é  necessário  porque uma  dose alta de insulina causa hipoglicemia , que pode matar o animal se não tratada rapidamente.
Cada animal tem a sua dosagem própria e esta precisa ser determinada através da administração da insulina, com testes de sangue e urina para medir a quantidade de glicose. Assim, a dose diária de insulina que ele necessitará será determinada.
O início do tratamento com insulina deve ser cauteloso. Alguns gatos podem apresentar choque insulínico com apenas 1 unidade de dose, mesmo estando com a glicemia alta. Por isso o internamento é necessário até a dose ser acertada.
Normalmente começa com 1 unidade de insulina até chegar á dose correcta.
Mesmo após a determinação da dose de insulina, terá que ter sempre em casa glicose, para que ao primeiro sinal de hipoglicemia ,  passe nas gengivas do animal, para o levar de imediato ao veterinário. Com o tempo ê vai- se habituar e conhecer bem a doença e como ela se manifesta no seu gato.


Uma boa avaliação para se fazer em casa é com aquelas fitas que se compra na farmácia, para teste de glicose na urina. Quando chega a aparecer glicose na urina, é porque a taxa de glicose no sangue já está bem acima do normal.

Se o seu gato foi diagnosticado com diabete, s leve em conta que: Sem tratamento adequado ele morrerá; ele não sentirá as injecções de insulina; a insulina é gratuita.
Se você e o veterinário trabalharem em parceria ,o  seu gato viverá por muitos anos.

A diabetes é mais comum em gatos com hipertiroidismo. 
O simples tratamento para hipertiroidismo, não ajuda a tratar a melhorar a diabetes e pode mesmo piorá-la. O ideal é tratar para as duas doenças. 
O Tratamento para hipertiroidismo em gatos também é delicado, discuta com o seu veterinário qual seria a melhor forma de o fazer.

A diabetes pode causar neuropatia e fraqueza dos membros posteriores, assim como problemas circulatórios como embolias, que ocorrem quando o hipertiroidismo causa cardiomiopatia e pressão alta. Algumas vezes os problemas circulatórios ocorrem como consequência directa da diabetes.

A Neuropatia Diabética é decorrente de diabetes não controlada. Causa fraqueza nos membros posteriores, mas o gato consegue andar.

Frequentemente, essa fraqueza faz com que os gatos não andem mais na ponta dos pés e toquem parte do membro posterior no chão. Ele pode voltar a andar normalmente com o uso de insulina.

 

 

 

 

 

APB diabeticaparadiabeticos às 15:30 | link do post | comentar | ver comentários (15) | adicionar aos favoritos

 


Para que a vida se prolongue e a diabetes não seja um impedimento ao usufruto de uma vida normal, o diabético deve:
Assumir comportamentos que o conduzam permanentemente à obtenção de ganhos de saúde e que contribuam para o seu autocontrolo
Predispor-se a aprender continuamente a controlar a sua diabetes;
Tentar ser autónomo, praticando o seu próprio autocontrolo;
Examinar regularmente os pés;
Tentar seguir um estilo de vida saudável;
Controlar o peso;
Praticar actividade física regular;
Evitar o tabaco;
Esclarecer-se sobre quando e como contactar a equipa de saúde em situação de urgência ou de emergência;
Contactar a equipa de saúde sempre que sinta necessidade e até que fique esclarecido sobre as questões que o preocupam;
Entrar em contacto e conversar com outras pessoas que tenham a diabetes e com associações locais ou nacionais de doentes diabéticos;
Assegurar que a família, amigos e colegas de trabalho se encontram esclarecidos sobre as necessidades da diabetes;
Controlar diariamente a sua diabetes, desempenhando um papel activo no seu tratamento
Fazer a sua autovigilância e adaptando o tratamento aos resultados – autocontrolo;
Tomar correctamente a medicação;
Examinar e cuidar dos pés;
Contactar a equipa de saúde se verificar que está mal controlado ou se apresentar hipoglicemias graves, ou ainda se surgirem sintomas de infecção;
Evitar desperdícios dos recursos comuns existentes, de forma a contribuir para a manutenção e, se possível, aumento dos seus direitos
Cumprir o plano de vigilância e terapêutica;
Usar correctamente os materiais de controlo e tratamento;
Usar adequadamente os serviços de saúde;
Utilizar correctamente o Guia do Diabético disponibilizado pelo seu médico assistente e ajudar os outros diabéticos a fazê-lo também.

 

 

APB diabeticaparadiabeticos às 14:38 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

                                                    

Que direitos têm os doentes diabéticos?
Um plano de tratamento e objectivos de autocuidado
Aconselhamento personalizado sobre a alimentação adequada;
Aconselhamento sobre a actividade física adequada;
Indicação sobre a dosagem e o horário da medicação e ainda sobre como adequar as doses com base na autovigilância;
Indicação sobre os objectivos para o seu peso, glicemia, lípidos no sangue e tensão arterial;
Análises laboratoriais regulares para controlo metabólico e do seu estado físico , revisão, pela equipa de saúde, dos resultados da autovigilância e do tratamento corrente, em cada contacto com profissionais da equipa;
Análise, revisão e alteração, sempre que necessário, dos objectivos de autovigilância;
Ajuda e esclarecimento; Educação terapêutica contínua; Verificação, pela equipa de saúde, do seu controlo; Verificação, se necessário, do peso, tensão arterial e dos lípidos sanguíneos;
Avaliação anual dos olhos e da visão, dos pés, da função renal, dos factores de risco para doenças cardíacas, das técnicas de autovigilância e de injecção e dos hábitos alimentares;
Tratamento de problemas especiais e emergências
Conselhos e cuidados às mulheres que desejem engravidar;
Acompanhamento especializado na gravidez e no parto;
Conselhos e cuidados a crianças, adolescentes e às suas famílias;
Acessibilidade adequada a cuidados especializados, em caso de problemas nos olhos, nos rins, nos pés, nos vasos sanguíneos ou no coração;
Acompanhamento adequado à pessoa idosa;
Educação terapêutica para o doente e para a sua família
O porquê da necessidade de controlo dos níveis de glicemia;
Como controlar os níveis de glicemia através de uma alimentação adequada, actividade física adaptada e tratamento com medicação oral e/ou insulina;
Como avaliar o seu controlo através de testes de sangue e/ou urina (autovigilância) e actuar face aos resultados (autocontrolo);
Quais os sintomas de aumento dos níveis de glicose e acetona, como prevenir e tratar;
Quais os sintomas de descida do nível de glicose, como prevenir e tratar;
O que fazer quando está doente;
Prevenção e tratamento das possíveis complicações crónicas, incluindo lesões nos olhos, nos rins, nos pés e o endurecimento das artérias;
Como lidar com o exercício físico, com as viagens e com outras situações sociais ou de lazer;
Como actuar perante eventuais problemas de emprego, serviço militar, seguros, licença de condução automóvel, entre outros;
Informação sobre o suporte social e económico existente, para que o diabético tenha os direitos sociais (emprego, reforma e outros) que as suas capacidades e habilitações possibilitem, sem qualquer tipo de restrição ou discriminação.

 

 

 

 

APB diabeticaparadiabeticos às 14:36 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos


Significa que os níveis de açúcar no sangue se encontram dentro dos parâmetros definidos pelos especialistas. É o médico que, de acordo com factores como a idade, tipo de vida, actividade e existência de outras doenças, define quais os valores de glicemia que o doente deve ter em jejum e depois das refeições.
Convém lembrar-se de que os valores do açúcar no sangue variam ao longo do dia, motivo pelo qual se fala em limites mínimos e limites máximos.

APB diabeticaparadiabeticos às 14:35 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

 


 

Diariamente, é o doente que se analisa e vigia a si próprio, quer através do seguimento da alimentação correcta e da prática de exercício, quer da realização de testes ao sangue e à urina em sua casa.
São justamente os testes realizados diariamente pelo doente que permitem saber se o açúcar no sangue está elevado, baixo ou normal e que, posteriormente, lhe permitem o ajustamento de todo o tratamento.
Consequentemente, a melhor forma de saber se a diabetes se encontra ou não controlada é realizando testes de glicemia capilar (picada no dedo) diariamente e várias vezes ao dia.
Se os valores estiverem dentro dos limites indicados pelo médico, a diabetes está controlada. Se não, o doente deve consultar o médico assistente.

 

 

 

 

 

APB diabeticaparadiabeticos às 14:33 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 


Os frascos de insulina, as cargas instaladas nas canetas e as seringas pré-cheias descartáveis em uso devem ser conservadas à temperatura ambiente,ou no friogorífico na parte dos "ovos", afastadas da luz solar directa e de locais como a televisão e o porta-luvas do carro. Agora as farmácias já oferecem uns saquinhos térmicos para trazer a insulina.

 

 

 

 

APB diabeticaparadiabeticos às 14:32 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 


O tratamento com insulina é feito através de injecção na gordura por baixo da pele (subcutânea). Até à data o desenvolvimento científico ainda não conseguiu produzir nenhuma forma de insulina que possa ser tomada por via oral, uma vez que o estômago a destrói automaticamente.
Por ser injectável, é necessário que o doente tenha atenção ao modo como a manuseia. Deve ter os seguintes cuidados:
Colocar a cápsula de protecção sem tocar na agulha após a utilização da seringa/caneta;
Guardar a seringa/caneta à temperatura ambiente;
Não utilizar a seringa ou a agulha da caneta se estas estiverem rombas;
Não limpar a agulha com álcool;
Manter a cápsula quando inutilizar a seringa/caneta e ter muito cuidado na sua eliminação.

 

 

APB diabeticaparadiabeticos às 14:26 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 


 

O que é a insulina?

A insulina é uma hormona hipoglicemiante segregada pelas células beta dos ilhéus de Langerhans do pâncreas, que é usada no tratamento dos doentes diabéticos. Pode ser obtida a partir do pâncreas do porco ou feita quimicamente e de forma idêntica à insulina humana através do uso de tecnologia do DNA recombinante ou da modificação química da insulina do porco.
Em Portugal só é comercializada insulina igual à insulina humana, produzida com recurso a técnicas de engenharia genética, sendo as reacções alérgicas muito raras em virtude da sua grande pureza. No mercado estão disponíveis diversas concentrações de insulina. No nosso país, só se encontra disponível a concentração U-100 (1ml=100 unidades).

Por que é que a insulina é necessária para o tratamento da diabetes tipo 1?

Porque, nos doentes com a diabetes tipo 1, as células do pâncreas que produzem insulina foram destruídas, motivo pelo qual este produz muito pouca ou nenhuma insulina. Como sem insulina não se pode viver, a administração de insulina produzida laboratorialmente é um tratamento imprescindível de substituição. 

 

APB diabeticaparadiabeticos às 14:24 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 


Conheça os sintomas, os tipos e as complicações desta doença.

Devidamente tratada, a diabetes não impede o doente de ter uma vida perfeitamente normal e autónoma. Contudo, é fundamental que o diabético se ajude a si mesmo, autocontrolando a sua doença. Aliás, se o doente for determinado neste papel de autovigilância, a sua vida ficará muito facilitada.

O que é a diabetes?

A diabetes é uma doença crónica que se caracteriza pelo aumento dos níveis de açúcar (glicose) no sangue e pela incapacidade do organismo em transformar toda a glicose proveniente dos alimentos. À quantidade de glicose no sangue chama-se glicemia e quando esta aumenta diz-se que o doente está com hipergli
cemia.

Quem está em risco de ser diabético?

A diabetes é uma doença em crescimento, que atinge cada vez mais pessoas em todo o mundo e em idades mais jovens. No entanto, há grupos de risco com fortes probabilidades de se tornarem diabéticos:
Pessoas com familiares directos com diabetes;
Homens e mulheres obesos;
Homens e mulheres com tensão arterial alta ou níveis elevados de colesterol no sangue;
Mulheres que contraíram a diabetes gestacional na gravidez;
Crianças com peso igual ou superior a quatro quilogramas à nascença;
Doentes com problemas no pâncreas ou com doenças endócrinas.

Quais são os sintomas típicos da diabetes?

Nos adultos - A diabetes é, geralmente, do tipo 2 e manifesta-se através dos seguintes sintomas:
Urinar em grande quantidade e muitas mais vezes, especialmente durante a noite (poliúria);
Sede constante e intensa (polidipsia)
Fome constante e difícil de saciar (polifagia)
Fadiga; Comichão (prurido) no corpo, designadamente nos órgãos genitais;
Visão turva.
Nas crianças e jovens - A diabetes é quase sempre do tipo 1 e aparece de maneira súbita, sendo os sintomas muito nítidos. Entre eles encontram-se:
Urinar muito, podendo voltar a urinar na cama;
Ter muita sede;
Emagrecer rapidamente;
Grande fadiga, associada a dores musculares intensas;
Comer muito sem nada aproveitar;
Dores de cabeça, náuseas e vómitos.
É importante ter presente que os sintomas da diabetes nas crianças e nos jovens são muito nítidos. Nos adultos, a diabetes não se manifesta tão claramente, sobretudo no início, motivo pelo qual pode passar despercebida durante alguns anos.
Os sintomas surgem com maior intensidade quando a glicemia está muito elevada. E, nestes casos, podem já existir complicações (na visão, por exemplo) quando se detecta a doença.

Como se diagnostica a diabetes?

Se sentir alguns ou vários dos sintomas deve consultar o médico do centro de saúde da sua área de residência, o qual lhe pedirá para realizar análises ao sangue e à urina.
Pode ser diabético...
Se tiver uma glicemia ocasional de 200 miligramas por decilitro ou superior com sintomas;
Se tiver uma glicemia em jejum (oito horas) de 126 miligramas por decilitro ou superior em duas ocasiões separadas de curto espaço de tempo.

 

APB diabeticaparadiabeticos às 14:22 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

A lista é grande e são todos dos EUA, mas vale a pena ver alguns dos nomes de pessoas que estamos habituados a ver. Têm uma carreira de sucesso e são diabéticos tipo 1, que não os impediu de ganhar um Óscar ou medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos, entre muitos outros sucessos!! Decididamente, "quando for grande também quero ser assim!"

Actores/Directores

Halle Berry, Oscar-winning actress
Wilford Brimley, of television and films, "Cocoon" and "The Firm"
J. Anthony Brown, actor ("Drumline&quot
, comedian
Delta Burke, of television's "Designing Women"
Nell Carter, of the television show "Gimme a Break"
Dick Clark, television emcee, producer
Stephen Furst, actor on the television shows "St. Elsewhere" and "Babylon 5"
Victor Garber, actor ("Alias," "Titanic," "Sleepless in Seattle&quot

Dorian Gregory, actor ("Charmed," "The Other half&quot

Nicole Johnson, Miss America 1999
Zippora Karz, former New York City Ballet soloist, ballet teacher
Larry King, talk show host
Jerry Lewis, comedian, telethon host
Jerry Mathers, actor of "Leave It To Beaver" fame
Mary Tyler Moore, actress and star of "The Mary Tyler Moore Show"
Park Overall, actress ("Empty Nest&quot

Della Reese, singer, actress ("Touched by an Angel&quot

Sir Harry Secombe, Welsh singer, former president of the British Diabetic Association
Jean Smart, actress on "Designing Women"
Elaine Stritch, comedian
Elizabeth Taylor, actress ("National Velvet," "Cleopatra," "Who's Afraid of Virginia Woolf?&quot

Aida Tuturro, actress ("The Sopranos&quot

Political Leaders
Hafez al-Assad, dictator of Syria
Menachem Begin, Israeli prime minister
Marion Barry, former mayor of Washington, D.C.
Mikhail Gorbachev, former Soviet premier
Mike Huckabee, governor of Arkansas
Janet Jagan, president of Guyana
Bill Janklow, former governor and congressman, South Dakota
Wei Jengsheng, Chinese dissident

James Lloyd, congressman, California
Winnie Mandela, South African anti-apartheid leader
Buddy Roemer, governor, Louisiana

Músicos


Ray Anderson, jazz trombonist
Carol Channing, Tony Award-winning singer/actress in "Hello Dolly"
Mark Collie, contemporary country star
David Crosby, member of The Byrds and Crosby, Stills, Nash & Young
Phife Dawg, rapper, ("A Tribe Called Quest&quot

Mick Fleetwood, singer in rock band Fleetwood Mac
Aretha Franklin, The Queen of Soul
Shirley Horn, Grammy-winning jazz singer

Marvin Isley, singer, The Isley Brothers
Waylon Jennings, country singer
Nick Jonas, lead singer, the Jonas Brothers
B.B. King, rhythm and blues star
Patti LaBelle, pop singer
Tommy Lee, of heavy metal band Motley Crue
Meat Loaf, singer
Bret Michaels, lead singer of the rock group Poison
The Pump Girls
Jessica Stone, actress and singer

Elliott Yamin, singer
Andrew Lloyd Webber, Broadway composer
Neil Young, rock singer and guitarist
Norman Whitfield, Grammy-winning R&B producer and songwriter
Puccini - Composer

Scientists
Cynthia Ice, developer of Lotus software
Lois Jovanovic-Peterson, scientist, endocrinologist, author of "Diabetic Women"

Desportistas


Wasim Akrim, Pakistani cricket bowler

Sarah Bina, champion clogger
Nick Boynton, hockey player
Ayden Byle, runner
Bobby Clarke, hockey player for the Philadelphia Flyers
Scott Coleman, first man with diabetes to swim the English Channel
Chris Dudley, New York Knicks basketball player

Rick Dudley, hockey
Scott Dunton, world-ranked competitive surfer
Mike Echols, NFL
Curt Frasier, hockey player for the Chicago Black Hawks
"Smokin' Joe" Frazier, heavyweight boxing champ

Walt Frazier, NBA, New York Knicks
Kris Freeman, Olympic cross-country skier
Joe Gibbs, NFL coach
Bill Gullickson, pitcher for the Cincinnati Reds
Gary Hall, Olympic gold medalist in swimming
Jonathon Hayes, tight end for the Pittsburgh Steelers and Kansas City Chiefs
Chuck Henderich, skier

Chris Jarvis, champion Canadian rower
Jason Johnson, pitcher for the Baltimore Orioles
Billie Jean King, tennis player
Ed Kranepool, baseball player with the New York Mets
Kelli Kuehne, LPGA golfer who wears a pump on the golf course
Jay Leeuwenburg, offensive tackle for the Cincinnati Bengals

Michelle McGann, LPGA golfer
Calvin Muhammed, football player for the Washington Redskins
David Pembler, baseball player, Milwaukee Brewers
Sir Steven Redgrave, rower, winner of five consecutive Olympic gold medals
Ron Santo, third basemen for the Chicago Cubs

Art Shell, NFL player and coach
Kendall Simmons, NFL
Michael Sinclair, NFL defensive end
Hank Stram, NFL coach

Bradley Suttle, major League second baseman
Sherri Turner, LPGA golfer
Scott Verplank, PGA golfer
Jo Ann Washam, LPGA golfer
David "Boomer" Wells, major league pitcher
Wade Wilson, NFL quarterback


Escritores/Jornalistas


Richard Bartlett, film
June Bierman, author of books on diabetes
Fran Carpentier, editor of Parade magazine

Sylvia Chase, ABC News Reporter
Rodolfo Garcia, AP reporter

Linda Goodman, horoscope book author
Anne Rice, "Interview With a Vampire" author

APB diabeticaparadiabeticos às 14:11 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

Na noite de 24 de Março de 1905 pediu o livro “ Vinte mil léguas submarinas”, chamou a mulher e os filhos, fechou os olhos e faleceu. Nos seus livros previu muito do que mais tarde a ciência e a técnica colocou à nossa disposição. Nas “Vinte mil léguas submarinas” encontramos um submarino, o “Nautilus”, de 70 metros, que deslocava 8 toneladas e onde a tripulação respirava ar comprimido armazenado em tubos cilíndricos. “Da terra à Lua” é uma antevisão perfeita das viagens “Apollo” à lua nos anos 70 e 80 do século passado. Grandes obras de engenharia, mais tarde realizadas, estão nas obras de Verne como o canal do Suez e o túnel do Mont-Cenis que liga a Itália a França. O seu último livro, “A invasão do mar”, uma novela que escrevia quando a morte o surpreendeu, descrevia uma maré gigante do oceano que arrasava toda a Europa.

 

 

APB diabeticaparadiabeticos às 14:10 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

Mikhail S. Gorbachev Glasnost (abertura) e Perestroika (reforma) são duas palavras de Gorbachev correram o mundo. Com essa abertura foi possível a entrada da sociedade civil nos primeiros passos de uma economia de mercado e o fim da chamada “guerra fria” que condicionou as relações internacionais no mundo no último meio século; foi possível também uma liberdade de expressão há muito inexistente na União Soviética e terminou o desastre militar no Afeganistão. A abertura deu ainda oportunidade às vozes das repúblicas bálticas que há muito se batiam pela independência. Sob o ponto de vista do ocidente, o desmantelamento dos mísseis de médio alcance, a abertura política nos países da cortina de ferro e a unificação das duas Alemanhas, com a consequente entrada na NATO, são exemplos de decisões que transformaram profundamente o mundo em que vivemos.

APB diabeticaparadiabeticos às 14:09 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

Deputado com intensa actividade no Parlamento Europeu, Fausto Correia viria a falecer em Bruxelas, em 29 de Outubro de 2007, vítima de ataque cardíaco. Foi um parlamentar muito interventivo e respeitado mesmo pelos seus adversários políticos.
Foi um homem com mil facetas. Diabético, sim, também. Um doente dificil, que digeria sem pressa as recomendações médicas. Racional e inteligente, compreendia bem o saber médico… Sabia que devia seguir escrupulosamente os conselhos clínicos e procurava segui-los. Só que, verdade seja dita, no entusiasmo produzido por certas circunstâncias, na alegria inveterada do convívio, travava uma luta de desfecho variavel com as tentações, julgando desta forma poder iludir o dilema necessidade versus liberdade. Quem conhecia e admirava o seu enorme dinamismo político, cultural e social, achava-lhe surpreendente o pendor sedentário. Incansável no plano intelectual, mostrava-se placidamente “alérgico” ao exercício físico.

 

 

 

 

APB diabeticaparadiabeticos às 14:06 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

SABIAM QUE A DIVA SHARON STONE É DIABÉTICA?

Sharon Stone é uma das mais aclamadas actrizes norte-americanas, protagonista de inúmeros filmes, entre os quais, “Basic Instinct”, de 1992, que a tornou mais conhecida. Sharon Stone nasceu a 10 de Março de 1958 na cidade de Meadville, USA, uma cidade conhecida por estar localizada numa afamada zona de gado leiteiro. Com mais 3 irmãos, cedo se mostrou uma criança esperta, ambiciosa e precoce no seu desenvolvimento. Muito cedo começou a andar e a ler mostrando logo grande habilidade para representar. A sua mãe afirmava que Sharon começou a representar quase logo após ter nascido. Já adolescente, afirmava com frequência “Eu sou a nova Marilyn Monroe”. Para custear os seus estudos, Sharon entrou num concurso de beleza
em Meadville. Perdeu o concurso mas um dos elementos do júri encorajou-a a participar no concurso de Miss Pennsylvania. Não o fez mas, talvez animada pelo convite, entra num outro concurso de beleza e ganha em 1975 o titulo de Miss Crawford County em Meadville. Começa então, nesta ocasião, o seu percurso no mundo do espectáculo. Vai para Nova Iorque na segunda metade dos anos 70 tentar a carreira de modelo. Fixa-se em Nova Jersey e assina um contrato pela Ford Modeling Agency de Nova Iorque. Durante algum tempo exerce a actividade de modelo e aparece em pequenos anúncios de TV, da Burger King, Clairol e Maybelline. Farta-se depressa desta actividade e resolve tentar a profissão de actriz. Tenta a sua sorte, como extra, num filme de Woody Allen – “Stardust Memories” (1980)
e mais tarde com algumas palavras no filme de terror “Deadlly Blessing”. Claude Lelouch reparou nela e colocou-a durante uns 2 minutos no seu filme
“Les Uns et Les Autres” (1982).
A partir desta altura é convidada a participar em vários filmes, mas só em 1990, em
“Total Recall” com Arnold Schwarzenegger, um thriller dirigido por Paul Verhoeven,
tem oportunidade de uma maior visibilidade no mundo do cinema. É também nesta altura que pousa nua para a revista Playboy com o argumento de que necessitava de dinheiro. Nesta época tem um grave acidente de viação que a deixa quase paralisada. Recuperada, entra em vários filmes de orçamento reduzido e de pequena audiência. É então que lhe é proposto um papel num thriller de forte carga erótica “Instinto Fatal”,
no qual assume o papel de bissexual “serial killer”, também de Verhoeven, contracenando com Michael Douglas. Por este filme é nomeada para um Globo de Ouro. Sharon passa a ser conhecida como estrela consagrada no mundo do cinema e torna-se uma das 50 mulheres mais bonitas do mundo.
Na década de 90 entra em “Sliver – Invasão da privacidade” (1993),
outro thriller com elevada dose de sensualidade, “Entre duas mulheres” (1994) com Richard Gere e Lolita Davidovich,
“O especialista” (1994) com Silvester Stallone e
“Rápida e mortal” (1995), um western realizado por Sam Raimi.

Em 1996 ela recebe um Prémio da Academia pelo seu papel em “Casino” de Martin Scorsese (1995) e uma nomeação para um Oscar. Nenhum destes filmes teve, no entanto, o sucesso comercial de “Basic instint”.
Pelos filmes “Um mundo à sua medida” (1998) e “Musa” (1999)

volaria a ser nomeada para “Globos de Ouro”.
Em 2001 é hospitalizada gravemente doente, por uma rotura de um aneurisma cerebral do qual recupera sem lesões.
”Catwoman” (2004) e “Instint Basic
2” (2006) são os seus filmes mais recentes. Com tudo isto, resta apenas dizer: é DIABÉTICA, imaginem se não fosse, que garra!

 

APB diabeticaparadiabeticos às 14:05 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

Agora vou-vos explicar como se toma e trata a planta Kefir.
Como tomar o kefir? Deve-se encher um frasco de vidro com o leite meio gordo e natural e cobrir a planta com esse leite. Nunca com leite tirado do frigorífico a planta morre com o frio. Usar sempre vidro para colocar o kefir. (Poderá tirar umas horas antes um copo de leite do frio e deixá-lo á temperatura normal.)
Tapar o frasco com um guardanapo ou folha de papel apenas. Nunca com panos ou outro tipo de coisas, pois a planta precisa de respirar e largar os seus gases.·
Ao outro dia, coar o leite que está no frasco com o kefir para um copo, só o leite, acrescentar mais leite ao frasco, sem lavar o frasco nem a planta. A lavagem só se faz ao 3º dia.

 

APB diabeticaparadiabeticos às 14:04 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

Depois de retirar o leite para beber, como sempre se faz, tira-se a planta e lava-se em água corrente da torneira, não precisa de lavar muito para não se partirem as plantinhas, elas separam-se por si dentro do leite. Lava-se o frasco e já está, coloca-se de novo as plantinhas dentro e acrescenta-se o leite natural.·
Sempre de 3 em 3 dias ou 2 em 2 se estiver muito calor.·
Sempre que a planta começa a crescer, deve-se separar alguns “filhotes” para outro frasco com leite e oferecer a quem precisar. Juntar esta cópia e entregar. Para fazer tudo o que diz aqui.·
Se notar que a planta tem uma cor violeta ou rosa, cuidado, a planta morreu e deve-se por fora. Raramente acontece, só quando não é bem tratada, se ficar amarelada, não se assuste, é do ar que apanha, ela necessita muito de estar no leite.·
Todos os dias tem que tirar o leite, (claro que se houver esquecimento pode tirá-lo ao fim de 2, 3 ou 4 dias, mas nunca deve beber esse leite retirado, ponha-o fora e lave a plantinha. Se colocar o leite por exemplo às 10h da manhã, deve-se tomar ao outro dia depois das 10h, se for antes não fica tão forte. Se não lhe apetecer logo beber o leite Kefir, guarde-o no frio 1 ou 2 dias o máximo. NUNCA GUARDE A PLANTA KEFIR NO FRIO ELA MORRE :)
longa vida com kefir :)

 

 

 

APB diabeticaparadiabeticos às 14:03 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

Vou-vos falar da planta que faz maravilhas no nosso organismo, não só dos diabéticos como de toda a gente. Eu comecei a tomar o Kefir há 6 ou 7 meses, não tomo diariamente porque me esqueço ás vezes, nunca me esqueço é de tratar da planta, todos os dias seria muito melhor, agora até tenho tomado. Porquê? Porque já o bebo melhor, o seu gosto amargo não ajudava muito, apesar que, a pessoa que me deu a planta me disse que poderia misturar o leite kefir com tudo, no início até punha canela que eu adoro, mas estava sempre amargo, há uns tempos para cá, descobri que misturar com um iogurte de sabores, fica tal e qual um iogurte líquido, que delícia. Leiam com atenção, vale a pena, quem necessitar da planta pode-me pedir, mas para usar, é boa demais para ir para o lixo.

APB diabeticaparadiabeticos às 14:01 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

O "KEFYR" é um cogumelo que se alimenta no leite e produz uma fermentação láctea e levedura, é pois um lactobacilos sem conservantes. Os habitantes do Cáucaso, do Tibete e da Turquia conhecem muito bem os efeitos salutares do "KEFYR": bebem-no desde a nascença como se fosse água. Fazem dele uma refeição normal e chegam a atingir uma média de aproximadamente 110 anos de idade. Não cometendo as asneiras e abusos da civilização ocidental. Não conhecem a tuberculose, as doenças oftálmicas nem o cancro. As propriedades do "KEFYR" desde que veio do Tibete, tem curado doenças das vias respiratórias, do cancro e da pele, bem como doenças do aparelho digestivo, gastrites, inflamações crónicas dos intestinos, fígado, vesícula e doenças do aparelho urinário, bexiga, etc. ..
. Por outro lado, graças ao "KEFYR", os pediatras chegam a substituir o leite materno pelo "KEFYR". Utilizam-no, igualmente, para as doenças dos órgãos genitais femininos e em caso de vómitos incontáveis, durante a gravidez que nalgumas mulheres, tem conduzido a uma extrema debilidade a ponto de ser necessário levar soro. Utilizado também na diarreia verde que tem levado á morte muitas crianças, gastroenterite, etc. ... O seu uso é remédio eficaz devido ao ácido láctico nele contido. Actualmente atribui-se ao "KEFYR" a propriedade de curar muitas doenças que a seguir se mencionam .
Vesícula -
1 Litro de "KEFYR" por dia. O "KEFYR" cura. A nata e o leite vulgar provocam crises. Quem antes não podia beber leite por esta razão ou por provocar prisão de ventre, hoje pode fazê-lo com segurança! Estas informações chegam de inúmeras pessoas que se sentem radiantes, pois algumas delas há já mais de três décadas que não bebiam leite por lhes fazer mal. Raras são as pessoas que sentem certas intolerâncias a este produto e desistem de tomá-lo. Assim, só por este facto, excluindo todos os outros, para muita gente que pode beber o "KEFYR", valeu a pena introduzir o seu uso nas refeições. Úlceras de estômago e duodeno - ½ Litro de "KEFYR" em jejum e ao deitar. Curado em 90 dias. Diabetes - ½ Litro de "KEFYR" em jejum e ao deitar.
Bronquite e asma -
1 Litro de "KEFYR" por dia ( o doente dorme tranquilamente sem ter de tomar medicamentos ).
Enterites e colites - ½ Litro de "KEFYR" em jejum e ao deitar. Quem tem colites não pode comer iogurtes.
Anemia e outra doenças no sangue -
1 Litro de "KEFYR" por dia. Em casos graves, os adultos podem tomar 2 Litros.
Tensão arterial alta -
1 Litro de "KEFYR" por dia. Ao fim de 2 meses a tensão baixa. Icterícia e prisão de ventre - ½ Litro de "KEFYR" por dia.
Deixar o cogumelo apenas 12 horas no leite.
Tomá-lo antes de deitar durante
3 a 4 meses. Quando os intestinos começarem a funcionar bem continuar a beber ½ Litro de leite por dia, deixando o cogumelo 24 horas como é normal. ( O "KEFYR" 12 horas é laxante, a partir de 24 horas é adstringente, de efeito contrário ). Celulite - Tomar ½ Litro de "KEFYR" em jejum e ao deitar.
Desaparece em 6 meses
Doenças dos nervos -
1 Litro de "KEFYR" por dia. As perdas de sono (INSÓNIAS) são combatidas sem comprimidos. O apetite volta e as depressões tornam-se raras ( se necessário seguir o regime durante um ano ). Doenças do fígado tipo cirrose ou fígado gordo - Tomar ½ Litro de "KEFYR" em jejum.
Doenças
dos rins -
1 Litro de "KEFYR" por dia até sarar a doença.
Em caso de úlcera de estômago podem curar-se com a ingestão quotidiana de ½ Litro de leite 3 vezes ao dia durante 2 meses. Comprovada a cura por raio X (excepto nas pessoas com cálculos renais tipo cálcico).
Pólipos e divertículos nos intestinos - ½ Litro de "KEFYR" por dia.
Deixar apenas o cogumelo 12 horas no leite.
Erupções da pele - ½ Litro de "KEFYR" por dia.
Massajar as partes afectadas da pele e deixar secar. Lavar frequentemente e voltar ao princípio. Tem demonstrado excelentes resultados na psoríase, acne e dermatites. Pensa-se que entre estes vírus, o herpes tipo II participa na causa de distintas enfermidades, tais como a sífilis, artrite reumática, doenças renais (menos de cálculo renal em que é contra indicado o de origem cálcica ), trombo embolias, trisonomias
( sub normais ), alergias cutâneas e asmáticas, esquizofrenia, mal de Parkinson e diabetes ... Além das doenças aqui referidas, o "KEFYR" tem sido utilizado com grande êxito na hipertrofia da próstata, artritismo reumático, enfarte de miocárdio, escleroses múltiplas, intolerância gástrica, entre outras. O "KEFYR" sai do estômago e passa directamente para o sangue, ao contrário de todos os outros alimentos que são digeridos primeiro. O cogumelo cresce rapidamente e separa-se. Não se deve deitar fora desperdiçando-o, pois é um produto de muito valor, mas sim distribuí-lo pêlos vizinhos e amigos. É um produto muito procurado na Europa, não está à venda e é difícil encontrá-lo. NOTA: O "KEFYR" é muito prolífico, por isso se não distribuirmos os cogumelos por outras pessoas ele acaba por encher o frasco, sugando o leite todo
( pois é dele que se alimenta) tomando-se bastante acre. Deitá-lo fora é pena, pois é um produto de grande valor. Eu, pela minha parte, já distribui por dezenas de pessoas, essas pessoas, muitas delas, já fizeram a mesma coisa por outras. Que esta cadeia não se quebre e se estenda cada vez mais pêlos lares do País para benefício de todos os portugueses. Até em Espanha já se utiliza o ^KEFYR". Toma-se é difícil encontrá-lo, mas até os espanhóis sentem os benefícios do "KLEFYR".MUITO IMPORTANTE - Às pessoas obesas (gordas) salvo o devido respeito, aconselhasse a substituição da refeição pelo creme do "KEFYR", na dose de l ou 2 copos acompanhados de fruta de qualquer espécie e bolachas integrais. Em pouco tempo emagrecerão. Esta ementa saudável tem o condão de curar sérias doenças e satisfazer plenamente as pessoas que fizerem uso dela, sem no entanto, ficarem com fome, como acontece com outras dietas que desencorajam a seguir o regime, nutre sem engordar o que é importante. O "KEFYR" deve tomar-se de manhã e à noite diariamente. Faz repousar toda a noite. Pode substituir uma refeição pois é muito nutritivo. Pode fazer-se uma excelente salada juntando morangos, alperces, ananás, ou outras frutas. Pode também, juntar-se mel, bolachas, nestum, compotas, muesli, chocolate, etc... Nota: Na falta de leite, pode conservar-se o cogumelo em estado latente na água simples por l ou 2 dias (não mais) sem se deteriorar. EM TEMPO: Chama-se a atenção do leitor para o seguinte: há um hábito em muita gente de designar o "KEFYR" por flor do iogurte, o que não está certo! É um erro que pode criar confusões que devemos combater. O "KEFYR" é uma coisa e o iogurte é outra. Se não renovou o leite no prazo estabelecido (mesmo depois de alguns dias) deite-o fora mas aproveite o cogumelo depois de lavado. Devido ao seu poder altamente anti-séptico, o cogumelo é indestrutível durante alguns dias.
É impossível comercializar-se este produto pela simples razão que teria que levar produtos químicos para se poder conservar deixando assim de ser um produto natural. P.S. - Quando achar que o cogumelo se desenvolveu muito nunca o deite fora já que este prolifera bastante. Ofereça a pessoas amigas juntamente com uma fotocópia deste folheto.
O "KEFYR" é um ser vivo e como tal respeite-o. Não deite fora o cogumelo quando este aumentar pois está deitando fora um valioso produto não químico que tem salvo muitas vidas.

 

 

 

 

 

 

 

APB diabeticaparadiabeticos às 13:59 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

 
Sim, existe consenso entre inúmeros comités internacionais sobre a segurança do aspartame.·
O que acontece com o aspartame no nosso organismo?
Ele é metabolizado no trato gastro intestinal liberando dois aminoácidos, o ácido aspártico e a fenilalanina, e metanol.·


O ácido aspártico liberado pelo aspartame representa risco à saúde?
Não. Doses de aspartame acima da dose diária recomendada resultam em aumento pequeno de ácido aspártico no sangue, bem abaixo de doses consideradas como prejudiciais à saúde. Alimentos em geral podem conter ácido aspártico. Por exemplo, um hambúrguer de
100 g pode conter até 40 vezes a quantidade de ácido aspártico presente em uma lata de refrigerante (350 ml) adicionado de aspartame.

A fenilanina liberada pelo aspartame representa risco à saúde?
Não. Após uma dose única de aspartame equivalente a 20 latas de refrigerante com este adoçante, o nível de fenilalanina no sangue permanece dentro da faixa normal , bem abaixo de níveis que possam causar toxicidade. Mesmo para indivíduos com capacidade reduzida de metabolizar a fenilanina (portadores heterozigotos de fenilcetonúria), uma dose semelhante não eleva os níveis plasmáticos de fenilanina a valores que possam ser considerados um risco à saúde.

O metanol liberado pelo aspartame representa risco à saúde?Não. A quantidade de metanol liberada pelo aspartame é muito pequena e mesmo doses elevadas, equivalentes à ingestão diária recomendada para este adoçante, resulta em uma ingestão de metanol 200 vezes inferior à dose tóxica. A quantidade de metanol proveniente do aspartame contido em uma lata de refrigerante (350 ml) equivale à quantidade liberada pelo mesmo volume de suco de laranja e de maçã, sendo de
4 a 6 vezes inferior àquela presente no suco de tomate e de uva.
Quem não deve consumir o aspartame?
Os portadores de uma deficiência rara, fenilcetonúria, não metaboliza o aminoácido fenilalanina, devendo evitar o consumo de aspartame. Esses indivíduos também são incapazes de metabolizar a fenilalanina de qualquer alimento, devendo ser submetidos a uma dieta rigorosa. A legislação obriga que os alimentos que contém aspartame tragam no rótulo a seguinte advertência em destaque e negrito: CONTÉM FENILALANINA

O aspartame pode ser consumido por grávidas e crianças?
Sim. O metabolismo do aspartame já foi estudado nestes grupos da população, não havendo até o presente evidências científicas de que gestantes e crianças metabolizem o aspartame diferentemente de um adulto normal.
Existe alguma relação entre o consumo de aspartame e esclerose múltipla, Lúpus sistêmico, mal de Alzheimer ou aparecimento de tumor cerebral?
Não. Esclerose múltipla é uma doença causada por muitos fatores, não existindo qualquer associação entre sua ocorrência e o consumo de aspartame. Também não existem evidências científicas associando o aspartame com Lúpus sistêmico, mal de Alzheimer e ocorrência de tumor cerebral.

O aspartame prejudica o diabético?
Não. Estimativas de ingestão de aspartame por diabéticos indicam um consumo considerado seguro pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Foram realizadas pesquisas para verificar o efeito do aspartame no organismo humano?
Sim. Há inúmeros dados na literatura sobre ensaios clínicos realizados em indivíduos normais, diabéticos e indivíduos com problemas no metabolismo da fenilalanina, não tendo sido evidenciados danos à saúde.

Qual a quantidade de adoçante a base de aspartame que pode ser ingerida diariamente?
A quantidade máxima de aspartame que um adulto com
60 kg pode ingerir diariamente, com segurança, é de 2.400 mg, o que equivale, aproximadamente, ao consumo de 48 envelopes de 1 g de um adoçante dietético com 5% de aspartame, ou a 4 litros de refrigerante adoçado apenas com aspartame. No caso de uma criança com 30 kg, as quantidades máximas correspondem a 24 envelopes do mesmo adoçante ou a 2 litros de refrigerante.

DESCULPEM MAS VOU JÁ TELEFONAR Á MINHA MÉDICA PARA SABER A VERDADE. Por acaso nunca tinha aprofundado este tema, é que eu uso muito o aspartame, em tudo!

 

 

 

APB diabeticaparadiabeticos às 12:41 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Vivemos numa sociedade onde as pessoas são alienadas e destruídas pelos mais diversos tipos de drogas, ilegais e "legalizadas". O Aspartame (adoçante sintético que infesta TODOS os produtos Diet ou Light, incluindo os "produtos naturais&quot é um veneno perigoso que nós ingerimos sem dar por isso.
O texto que transcrevo data de 1996. Desde então até hoje muitas vozes se têm levantado contra este genocídio mas, à semelhança do que acontece com as outras atrocidades impostas ao Mundo, também este meio de destruição do Mundo e da Humanidade continua a alastrar e a ser utilizado em todo o tipo de produtos para a alimentação.·
Leiam com atenção o texto e rejeitem qualquer produto com aspartame, aspartamo, E951, etc. O adoçante que é servido nos cafés para as pessoas que não usam açúcar é aspartame.·
O aspartame pode ser considerado a talidomida dos anos 90.Com os nomes de NutraSweet, Finn, ZeroCal, Canderel e outras marcas comerciais, os adoçantes com aspartame são extremamente perigosos por estarem presentes em toda a parte: em alimentos dietéticos, supostamente saudáveis, e até mesmo em vitaminas para crianças; em remédios, pudins, gelatinas, rebuçados e adoçando o mais inocente cafezinho. É encontrado também na Diet Coke e em outros refrigerantes diet ou light.
O aspartame é uma neurotoxina, ou seja, uma droga que destrói o sistema nervoso e o cérebro. Esta molécula tem três componentes: ácido aspártico, fenilalanina e metanol. Já se comprovou que o ácido aspártico causa lesões cerebrais em experiências com animais. A fenilalanina existente no aspartame é neurotóxica, quando isolada dos outros aminoácidos das proteínas. Facilita a ocorrência de ataques epilépticos e bloqueia a produção de serotonina, que é uma das substâncias existentes no cérebro para regular o sono. Níveis baixos de serotonina, além de insónia, provocam depressão, angústia, mau humor e até sintomas de paranóia.
Finalmente, o metanol — venenoso álcool de madeira que já cegou e matou milhares de pessoas — converte-se depois de ingerido em formaldeído e ácido fórmico (principal componente do veneno da picada das formigas). O formaldeído, neurotoxina mortal que fica armazenada no tecido adiposo, principalmente nos quadris e coxas, é usado para embalsamar cadáveres e é um violento cancerígeno.
Há 92 sintomas documentados de envenenamento por estes produtos, entre os quais encontramos:
1 - dores de cabeça
2 - ganho de peso
3 - alterações no nível de colesterol
4 - alterações na pressão sanguínea
5 - urticária
6 - dormência
7 - fadiga
8 - xeroftalmia (olhos secos)
9 - dificuldade de salivação
10 - irritabilidade
11 - ansiedade
12 - depressão
13 - visão borrada
14 - tonturas
15 - vertigens
16 - espasmos musculares
17 - ataques epilépticos
18 - taquicardia
19 - zumbido nos ouvidos
20 - perda de audição
21 - cegueira
22 - fala arrastada
23 - perda do paladar
24 - insônia.
Um dos efeitos mais sarcásticos do aspartame é o GANHO DE PESO. Pela sua acção sobre o cérebro, o aspartame faz com que a pessoa sinta mais desejo de comer carbo-hidratos — farinhas, açúcares, amido — e, assim, acaba engordando. Forma-se um círculo vicioso: a pessoa toma aspartame para emagrecer; mas passa a ingerir mais carbo-hidratos, e engorda; logo, ingere ainda mais alimentos com aspartame. A pessoa presa neste círculo vicioso fica cada vez mais vulnerável aos efeitos letais da droga (aspartame).
Se você usa aspartame e sente
dores de cabeça,
depressão,
fala arrastada,
boca sempre seca,
perda de memória,
perda de sensação ou dores repentinas nos membros inferiores,
perda de equilíbrio,
vertigens,
ataques de ansiedade,
fadiga crónica,
se os seus olhos se irritam facilmente,
tem comichão,
ou se a sua visão está piorando ou com pontos brilhantes que piscam,
se sofre descolamento de retina,
ataques semelhantes aos epilépticos, espasmos musculares, palpitações cardíacas etc.
você está com o síndrome do aspartame.Muitos médicos têm diagnosticado esclerose múltipla quando o que existe na realidade é intoxicação por metanol. Esclerose múltipla não mata, intoxicação por metanol sim.
Algumas doenças provocadas pelo aspartame:
1 - tumores no cérebro e outros cânceres (seio, útero e pâncreas)
2 - esclerose múltipla
3 - epilepsia
4 - fibromialgia
5 - doença de Graves (disfunção grave da tiróide)
6 - síndrome da fadiga crónica
7 - doença de Epstein Barr
8 - doença de Parkinson
9 - doença de Alzheimer
10 - diabetes
11 - retardamento mental
12 - linfoma
13 - defeitos no feto
14 - lupus sistémico
15 - morte!
Na gravidez os efeitos do aspartame podem passar directamente para o feto, que é sensível a doses mínimas. O tecido fetal não tolera o metanol. O médico americano Dr. James Bowen chama o aspartame de controle instantâneo da natalidade. A placenta pode concentrar a fenilalanina e provocar retardamento mental.
Testes com aspartame em animais produziram tumores cerebrais e mamários.
Não admira que o câncer ou cancro de mama e a epilepsia estejam crescendo nos Estados

 

Unidos.
Muito grave também é o efeito devastador do aspartame sobre os diabéticos. O Dr. H. J. Roberts (especialista americano em aspartame e em diabetes), relatou, num artigo, 58 casos de reacções adversas ao aspartame em diabéticos.
o que realmente preocupa quanto ao aspartame é a sua associação com tumores cerebrais, pancreáticos, uterinos e dos ovários... e que tantos pacientes desenvolvam uma síndrome semelhante à de Alzheimer com o uso prolongado desta droga."
SOCORRO O QUE DEVEMOS FAZER???

 

 

 

APB diabeticaparadiabeticos às 12:37 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

Aspartame não apresenta perigo para a saúde - Meta-análise publicada na revista “Critical Reviews in Toxicology”
Mais de 500 estudos sobre o aspartame foram reavaliados com o intuito de esclarecer os possíveis efeitos nefastos para a saúde deste edulcorante. Um painel internacional de peritos reavaliou os resultados de mais de 500 estudos toxicológicos, clínicos e epidemiológicos, realizados entre os anos 70 e a actualidade, sobre os efeitos do aspartame em pessoas de todas as idades, saudáveis ou afectadas por doenças como a Diabetes, a Hiperactividade ou a doença de Parkinson. Utilizando os dados norte-americanos mais recentes (2001-2002) para estimar os níveis actuais de consumo de aspartame, os autores concluem, na edição de Setembro da revista Critical Reviews in Toxicology que “o aspartame é inócuo aos níveis actuais de consumo, que continuam a ser muito inferiores aos níveis diários aceitáveis, mesmo nas subpopulações de alto consumo”. Segundo o estudo, “não foram encontradas provas credíveis para o facto de o aspartame ser cancerígeno, neurotóxico ou ter quaisquer outros efeitos adversos, mesmo quando consumido a níveis muito superiores aos níveis aceitáveis estabelecidos."

APB diabeticaparadiabeticos às 12:35 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos
blogs SAPO
pesquisar neste blog
 
arquivos
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
28
29
últ. comentários
Olá Marilia,Em Portugal os glucometros são gratis ...
Bom diaInfelizmente a insulina em Portugal para an...
Olá eu tenho 27anos e tenh am insufici&ecir...
Alguém sabe quanto custa a caneta em Portugal por ...
Pessoal boa noite sou bibliotecária e pesquisei ba...
Olá Eva, lamento pela sua cachorrinha :( mas acred...
OLA BOA NOITE EM JANEIRO DESCOBRI QUE MINHA CACHOR...
Olá Marília, não a posso ajudar, pergunte ao VET e...
Olá, sobre esse assunto eu pessoalmente não noto d...
Gostaria de saber se goji berry faz com que a pess...
olao meu gato tbem é dependente de insulina,2 veze...
É assim, em Portugal os diabéticos tem as insulina...
Lamento mesmo :(
Infelizmente não moro em Portugal estou no Brasil,...
Olá, diga-me se está a morar em Portugal?Se quiser...
Posts mais comentados
blogs SAPO