OLÁ A TODOS, AO ENTRAR PELA 1ªVEZ NESTE BLOG, DEVEM IR AO ARQUIVO do LADO DIREITO E CLICAR em JANEIRO, DEPOIS NA DATA DE 23 E IR AO FIM DA PÁGINA PARA COMEÇAR A LER O 1º POST , A MINHA VIDA COM A DIABETES. " O INÍCIO HÁ 23 ANOS"
Sexta-feira, 29.04.11
Jejuns ocasionais podem diminuir o risco de doenças cardíacas ou diabetes, de acordo com pesquisa apresentada recentemente no American College of Cardiology. O estudo foi realizado em Salt Lake City, capital do Estado norte-americando de Utah, onde dois terços da população são constituídos por mórmons que jejuam uma vez por mês durante 24 horas por razões religiosas.

Num estudo anterior, o mesmo grupo de pesquisadores já havia verificado que quem se abstinha de comida e bebida por um longo período apresentava menor prevalência de doença coronariana.

No segundo estudo, os pesquisadores, pertencentes ao Intermountain Medical Center Heart Institute, comprovaram que pessoas que jejuam têm menores taxas de doença coronariana e que o jejum também está associado à menor prevalência de diabetes.

Eles optaram por fazer essa análise porque o Estado de Utah vinha consistentemente apresentando as menores taxas de doença cardíaca nos Estados Unidos. Antes, acreditava-se que o fato de os mórmons pregarem a abstinência de fumo poderia ser o motivo principal, mas com a queda do tabagismo em todo o país a situação não mudou e Utah mantinha os menores índices de doença cardíaca em comparação com as demais regiões.

Novas análises ainda deverão ser feitas, mas é importante ressaltar que aparentemente a prática de jejum - em que se mantém a ingestão exclusivamente de água - pode atuar preventivamente, não devendo ser adotada por pessoas que já têm diabetes e que correriam o risco de ocorrência de séria hipoglicemia.

APB diabeticaparadiabeticos às 23:21 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Sábado, 09.04.11

Está provado cientificamente que muitas mortes poderiam ser evitadas através da alimentação e nada mais.

 O simples facto de termos bons hábitos faz com que vivamos mais anos em boas condições de saúde e bem-estar. Existem alimentos que apesar de não evitarem a morte podem prolongar a vida. É possível prevenir um vasto número de doenças com base na alimentação saudável e equilibrada, como o cancro, problemas de ossos e de visão, entre outros. Saiba então quais são os alimentos que podem mantê-la jovem por dentro e por fora!

 

1 – Kiwi • Melhora a circulação e ajuda a combater o mau colesterol. Possui também uma enzima que ajuda a digerir as proteínas. O seu conteúdo elevado de vitamina C ajuda a prevenir as constipações e também retardar o envelhecimento. Contém uma quantidade de potássio, fibra, ferro, fósforo, cálcio, magnésioe crómio, que têm um papel fundamental na prevenção de doenças cardíacas.

 

2 – Abacate • Contém 10 vitaminas, incluindo vitamina E e ácido fólico, que ajudam no combate à regeneração das células. Contém 10 ácidos gordos, sendo alguns mono e poli-insaturados, contendo ómega-6, ómega-7, ómega-9 e ómega-3, sendo este último protector contra o cancro. Possui também aminoácidos essenciais para o normal funcionamento do organismo.

3 – Tomate • Para além de estar cheio de vitaminas e minerais contém um dos antioxidantes mais poderosos que lhe dá o a cor vermelha e tem um papel antioxidante activo na degenerescência das células que conduz ao envelhecimento. Fortalece as paredes celulares, remove as substâncias tóxicas do organismo e aumenta as defesas. Previne o aparecimento de doenças cardíacas e e dos vasos sanguíneos do coração, é benéfico para a visão e melhora a saúde do sistema nervoso.

 

 4 – Presunto • Protege o coração e reduz o colesterol, desde que não seja demasiado grosso nem salgado. Pode ser um substituto da carne nas refeições, visto ter 40% de proteínas, e é bastante importante na massa muscular. Contém vitamina E, um potente antioxidante. Também é rico em cobre (essencial para os ossos e cartilagens), fósforo e ferro.

 

5 – Brócolos • O zinco que contém favorece a função da próstata e a qualidade do esperma. Muito ricos em luteína, reduzem ligeiramente os efeitos da degenerescência macular da idade. São ideais para grávidas, convalescentes, pessoas anémicas, entre outros, por causa do elevado número de ácido fólico e ferro. Também são muito bons para quem sofre de menopausa.

 

6 – Espinafres • Ricos em provitamina A e vitaminas C e E, todas elas antioxidantes. São uma fonte inesgotável de vitaminas B2, B3, B6 e B1, que possuem uma forte acção anti-envelhecimento. Relativamente ao seu conteúdo mineral, os espinafres são ricos em ferro, magnésio, potássio, sódio, fósforo e iodo.

 

 7 – Soja • Contém vitaminas A, E, B1, B2 e B5. Estas vitaminas ajudam a conservar o revestimento das superfícies do corpo e dos órgãos. É aleguminosa que possui mais minerais, sobretudo potásssio e fósforo, o que é essencial para uma boa estrutura óssea. O potássio tem uma importante acção a nível muscular. Ajuda a prevenir alguns tipos de cancro, principalmente na mulher após a menopausa. Atenua também os sintomas indesejáveis da menopausa.

 

8 – Frutos secos • Contém proteínas, vitaminas, aminoácidos, minerais, ácidos gordos e fibras. As proteínas são imprescindíveis na preservação e formação das estruturas musculares. As nozes, as amendoas e as avelãs são as que têm melhores propriedades antioxidantes por causa da sua maior concentração em vitaminas.

 

 9 – Chocolate preto • Tem uma grande actividade antioxidante, combatendo os sinais do envelhecimento. Beneficia a a dilatação das artériase o aumento do seu diâmetro. Estimula as funções cerebrais graças a um alcalóide que actua como neurotransmissor cerebral.

 

10 – Alho • Tem propriedades anti-sépticas, anti-fungicas, e antimicrobianas, melhorando a resposta a vírus, bactérias e fungos. Tem também propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, contribuindo para a redução do envelhecimento e a degeneração celular, que está na origem de alguns tipos de cancro. Ajuda a reduzir os altos níveis de pressão arterial e reduz também o mau colesterol, aumenta o colesterol bom e previne problemas de disfunção eréctil no homem.

 

 11 – Azeite virgem (ou azeitonas) • Tem um alto teor de ácido oleico, uma gordura rica em vitaminas A, D, K e E, que actuam como antioxidantes. Reduz o risco de doenças cardiovasculares e controla a tensão arterial. Favorece a absorção do cálcio, fósforo, magnésio e zinco, tendo por isso um papel importante ao nível de formação e manutensão de ossos fortes e saudáveis.

 

12 – Peixe azul • Prolonga a vida das nossas artérias graças ao seu ómega-3 muito benéfico para o sistema cardiovascular. É rico em minerais e vitaminas, tendo uma boa acção antioxidante. Possui uma única desvantagem: as espécies provenientes de águas poluídas contém mercúrio, um metal pesado que ingerido em demasia pode ser prejudicial para o organismo.

 

13 – Chá verde • Bebida rica em vitaminas A, C e E, o que a torna num elixir antioxidante e anticancerígeno. Reforça o sistema imunitário, protegendo o organismo de bactérias e vírus prejudiciais. Ajuda a reduzir a gordura corporal e previne as doenças cardíacas. Regula também os níveis do colesterol.

 

14 – Mel • É rico em minerais como o cálcio (fundamental no fortalecimento dos ossos) e ferro (importante na regeneração do sangue). Tem um alto poder nutritivo, pelo que é um óptimo substituto do açucar. É um bom remédio para a fadiga, pelo fornecimento de hidratos de carbono de absorção rápida e pela fácil reposição das reservas gastas.

 

15 – Cebola • É uma boa fonte de fibras, vitaminas e minerais, essenciais para o bom funcionamento do organismo

APB diabeticaparadiabeticos às 20:32 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos
APB diabeticaparadiabeticos às 00:02 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 08.04.11

 

Este fruto chama-se Anona, Fruta do Conde, Graviola.

 
A anona o a fruta da árvore de anona, fruta do conde ou graviola é um produto milagroso para matar as células cancerosas. É 10.000 vezes mais potente que a quimioterapia. Porque não estamos inteirados disto? Porque existem organizações interessadas em encontrar uma versão sintética, que lhes permita obter lucros fabulosos..
 
Com isto, de agora em diante você pode ajudar um amigo que o necessite, fazendo-o saber que lhe convém beber sumo de anona para prevenir a doença. O seu sabor é agradável. E, sem dúvida, não produz os horríveis efeitos da quimioterapia.
 
E se tem a possibilidade de o fazer, plante uma árvore de anona no seu pátio traseiro. Todas as suas partes são úteis.
 
Na próxima vez que você queira beber um sumo, peça um de anona.
 
Quantas pessoas morreram enquanto este segredo tem estado zelosamente guardado para não pôr em risco os lucros multimilionários de grandes empresas?
 
Você sabe bem que a árvore da anona é baixa. Não ocupa muito espaço. É conhecida com o nome de Anona ou fruta do conde, Graviola no Brasil, guanábana na América Latina e “Soursop” em Inglês.
A fruta é muito grande e a sua polpa branca, doce, come-se directamente ou usa-se normalmente, para elaborar bebidas, sorvetes, doces etc.
 
O interesse desta planta deve-se aos seus fortes efeitos anti-cancerígenos. E embora se lhe atribuam muito mais propriedades, a mais interessante dela é o efeito que produz sobre os tumores. Esta planta é um remédio provado para os cancros de todos os tipos. Há quem afirme que é de grande utilidade em todas as variantes do cancro.
 
É considerada também como um agente anti-microbial de amplo espectro contra as infecções bacterianas e, por isso, é eficaz contra os parasitas internos e os gusanos, regula a tensão arterial alta e é anti-depressiva, combate a tensão e os distúrbios nervosos.
 
A fonte desta informação é fascinante: provém de um dos maiores fabricantes de medicamentos do mundo, que afirma que depois de mais de 200 provas de laboratório, realizadas a partir de 1970 os relatórios revelaram que:
Destrói as células malignas em 12 tipos de cancro, incluindo o do cólon, do peito, da próstata, do pulmão e do pâncreas…
Os compostos desta árvore demonstraram actuar 10.000 vezes melhor retardando o crescimento das células de cancro do que o produto Adriamycin, uma droga quimioterapêutica, normalmente usada no mundo.
E o que é todavia mais assombroso: este tipo de terapia, com o extracto de Anona, Fruta do conde, Graviola, ou Guanábana, destrói apenas as células malignas do cancro e não afecta as células sãs.
APB diabeticaparadiabeticos às 23:48 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 06.04.11

Inclua nas suas decisões vários hábitos que poderão contribuir muito para uma melhoria da sua qualidade de vida. Seguem-se algumas sugestões que irão ajudá-la a viver mais feliz:

 

1 – Durma 7 ou 8 horas por noite.
Ter uma boa noite de sono e dormir o número de horas suficiente, é sinónimo de tranquilidade e equilibrio durante o dia. As pessoas que dormem pouco têm tendência para engordar e andarem mais debilitadas.

 

2 – Tome um bom pequeno-almoço todos os dias
Um pequeno-almoço variado e rico em nutrientes é essencial para enfrentarmos o dia-a-dia. Ficam algumas sugestões:
• 1 pão com compota + 1 copo de leite meio gordo + 1 peça de fruta
• 1 pão com queijo fresco + 1 chávena de café ou chá
• 1 pão com manteiga + 1 copo de leite + 1 peça de fruta
• 1 torrada com manteiga + 1 chávena de café ou chá + 1 peça de fruta
• 1 torrada com 1 fatia de queijo + 1 chávena de café ou chá + 1 peça de fruta
• 1 iogurte magro + 30g de cereais
• 1 torrada com 1 fatia de requeijão + 1 chávena de café ou chá

 

3 – Coma várias vezes por dia
Se conseguir comer de 3 em 3 horas seria o ideal para que o organismo funcione de forma eficaz. Todos precisamos de energia constantemente para que os nossos órgãos trabalhem bem e para que possamos ter uma boa gestão do peso.

4 – Procure confeccionar sempre pratos saudáveis


• Faça ovos mexidos com azeite
• Faça estufados de carne ou peixe só com 2 colheres de azeite
• Utilize especiarias para temperar
• Retire sempre toda a gordura visível e a pele da carne
• Inclua legumes nos estufados
• Faça arroz malandrinho, mas apenas com 2 colheres de azeite. Assim consumirá mais água e menos arroz
• Cozinhe todo o tipo de pasteis no forno ou no microondas em vez de fritar

 

5 – Pratique exercicio físico regularmente
O controlo do peso e o aumento da massa muscular são fundamentais para melhorar a saúde e a qualidade de vida. Procure incluir actividade física no seu dia-a-dia, por exemplo fazendo caminhadas sempre que possível, mas pelo menos 3 vezes por semana é aconselhável que faça uma actividade mais intensa.

 

6 – Tome suplementos vitaminicos e minerais
Esta suplementação deverá ser consoante o estilo de vida de cada pessoa, os alimentos que ingere e a fase de vida em que se encontra. No entanto, existem suplementos como o ómega-3, que podem ser ingeridos por todas as idades e sexos

APB diabeticaparadiabeticos às 23:24 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

 

Entrevista com a nutricionista Marlene Merino Alvarez, da SBD

 

Certamente você já ouviu falar  e provavelmente também já tenha constatado pessoalmente - que às vezes se come não para matar a fome, mas para obter algum conforto. Uma ligeira depressão, uma tristeza e... pronto. Lá se vai uma barrinha de chocolate, um docinho ou uma colherada de pudim. Você também já deve ter experimentado aquela sensação de cansaço e sono depois de uma refeição um tanto mais pesada. Isso acontece porque alguns alimentos alteram a disposição e o humor das pessoas e quem explica por que isso ocorre é a nutricionista Marlene Merino Alvarez, do Departamento de Nutrição da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD).

 

"O chocolate contém um aminoácido, chamado triptofano, que faz parte do neurotransmissor serotonina, que por sua vez está associado à sensação de prazer", ensina Marlene.

Cada tipo de nutriente produz efeitos diferentes. Os carboidratos simples, encontrados em pão branco, cereais refinados, arroz branco e doces em geral, liberam glicose rapidamente para a corrente sanguínea. A consequência é a sensação de ter mais energia e disposição. Já os carboidratos complexos, como os dos grãos integrais, embora também forneçam glicose para célula, fazem isso de maneira mais lenta.

A sensação de energia, portanto, virá também mais devagar.

Já as proteínas, que são encontradas nas carnes, principalmente, são compostas de aminoácidos que, entre outras funções, estimularm a produção de dopamina e serotonina e dão a sensação de estar alerta e com maior capacidade de concentração.

"Quanto às gorduras, a letargia provavelmente está associada ao processo de digestão", explica Marlene. A presença das gorduras no tubo digestivo favorece a lentidão na digestão, que necessita mobilizar um fluxo sanguíneo maior para essa ação. Dessa forma a sensação de letargia se dá como um "efeito colateral protetor" para que o corpo poupe energia para realizar todo o processo digestivo, que, dependendo do conteúdo de gorduras, pode durar várias horas.

Sabendo como atua cada alimento no seu organismo, fica mais fácil você escolher o que realmente necessita e que, além de tudo, não vai interferir negativamente sobre o comportamento da sua glicemia.

A dica adicional de Marlene é que, se a pessoa quer melhorar seu humor e se sentir mais animada, há alternativas fora da alimentação que produzem o mesmo efeito.

Praticar uma atividade física, por exemplo, também aumenta a produção de serotonina e a sensação de prazer.

O ideal, avalia a profissional, é manter a alimentação balanceada e variada para que o organismo possa exercer plenamente suas funções sem provocar grandes desequilíbrios nas milhares de reações químicas que são processadas a cada instante.

APB diabeticaparadiabeticos às 23:13 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Entrevista com o educador físico William Komatsu, da Unifesp

 

A disseminação do conceito de que a atividade física é benéfica para manter a glicemia sob controle ganhou força nos últimos dez anos em função de estudos científicos que comprovaram a eficácia dos exercícios físicos, a compreensão do peso que eles podem ter no ganho de saúde e a parceria que vem sendo construída entre os diversos profissionais de saúde que lidam com pessoas que têm diabetes. A opinião é do educador físico William Komatsu, da Unifesp e coordenador técnico-científico da Bio-Track Atitude e Saúde.

"Os profissionais de saúde incorporaram esse conceito e têm conseguido trasmiti-lo ao paciente que, por sua vez, gerou demanda por profissionais especializados nessa área", avalia Komatsu.

Apesar desse quadro positivo, o educador físico considera que o grande desafio ainda é conseguir manter o paciente em atividade por longo tempo. "Os efeitos do exercício físico vêm a longo prazo e nem sempre são percebidos pelo aluno", explica o profissional. Para diminuir a desistência, ele acredita que apenas com a elaboração de programas individualizados de atividades físicas é possível garantir a adesão do paciente.

 

"Ainda não está totalmente incorporada a idéia de que a atividade física é como um medicamento, que deve ser prescrito de forma diferente para cada indivíduo", enfatiza o educador físico.

Para ele, a antiga idéia, o tabu de que o diabético é uma pessoa doente que deve evitar esforço e, portanto, as atividades físicas rotineiras, é coisa que ficou enterrada num passado que já se pode considerar distante. Os estudos feitos na última década vêm mostrando que, se submetido a um programa contínuo de exercícios, o diabético pode mostrar o mesmo desempenho e os mesmos ganhos de um não diabético.

 

Recentemente, o próprio Komatsu publicou um estudo feito por ele na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) comprovando que os efeitos da atividade física sobre a capacidade pulmonar do diabético são iguais aos observados na população não diabética.

"Embora sempre se recomende que o diabético pratique pelo menos atividades aeróbias, como nadar, caminhar ou correr, na verdade ele pode fazer qualquer tipo de exercício e o constante aparecimento de atletas diabéticos mostra que as possibilidades são iguais também para essa faixa da população", garante Komatsu

APB diabeticaparadiabeticos às 23:11 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos
blogs SAPO
pesquisar neste blog
 
arquivos
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
últ. comentários
Olá Marilia,Em Portugal os glucometros são gratis ...
Bom diaInfelizmente a insulina em Portugal para an...
Olá eu tenho 27anos e tenh am insufici&ecir...
Alguém sabe quanto custa a caneta em Portugal por ...
Pessoal boa noite sou bibliotecária e pesquisei ba...
Olá Eva, lamento pela sua cachorrinha :( mas acred...
OLA BOA NOITE EM JANEIRO DESCOBRI QUE MINHA CACHOR...
Olá Marília, não a posso ajudar, pergunte ao VET e...
Olá, sobre esse assunto eu pessoalmente não noto d...
Gostaria de saber se goji berry faz com que a pess...
olao meu gato tbem é dependente de insulina,2 veze...
É assim, em Portugal os diabéticos tem as insulina...
Lamento mesmo :(
Infelizmente não moro em Portugal estou no Brasil,...
Olá, diga-me se está a morar em Portugal?Se quiser...
Posts mais comentados
blogs SAPO