OLÁ A TODOS, AO ENTRAR PELA 1ªVEZ NESTE BLOG, DEVEM IR AO ARQUIVO do LADO DIREITO E CLICAR em JANEIRO, DEPOIS NA DATA DE 23 E IR AO FIM DA PÁGINA PARA COMEÇAR A LER O 1º POST , A MINHA VIDA COM A DIABETES. " O INÍCIO HÁ 23 ANOS"
Domingo, 24.01.10

 

 


Sabem porque é que este cachorrinho está triste ?
Também é diabético e toma insulina.
Sabiam que os cães podem apanhar diabetes? Alguns dos casos com diabetes:

 

 

 

 

A Lassie é uma cadela com 13 anos que começou a beber mais água que o normal. Passou obviamente a urinar com mais frequência e a dona verificou que o animal andava inquieto. O dono do Jack apercebeu-se dos primeiros sinais de urina com sangue quando ele tinha cerca de 6 anos de idade. A Tucha tinha 10 anos quando começou a perder o apetite, emagrecer e a ficar fraca dos membros posteriores. O que é que estes três cães têm em comum? Diabetes mellitus, doença que traduz um excesso de açúcar no sangue e que pode afectar cães, gatos e humanos.

 

Muitas pessoas ao ouvir este diagnóstico ficam alarmadas e podem mesmo pensar que o seu querido animal não tem mais hipóteses! Mas o Jack p.ex, actualmente já tem 8 anos de idade e tem uma boa qualidade de vida. Novas investigações a nível dietético e o uso de certos minerais, têm ajudado a reduzir as doses diárias necessárias de insulina, melhorando a saúde dos pacientes. Em breve poderá estar disponível tratamento de insulina via oral, o que muitos donos, que têm aversão a agulhas, com certeza vão apreciar! Porque é que alguns cães desenvolvem esta doença?
Qualquer cão pode contrair diabetes, mas os riscos aumentam entre os 7 e os 9 anos de idade. As fêmeas têm o dobro da tendência que os machos. Serem ou não castrados não influi
em nada. Animais obesos têm definitivamente maior tendência do que os mais magros. De facto, manter o cão com o seu peso ideal talvez seja o factor mais importante na prevenção da diabetes.

 

Diabetes mellitus não é tão comum em gatos, quanto em humanos. Ocorre principalmente em gatos de meia idade ou idade avançada e obesos, mas qualquer gato que apresente sintomas de fome excessiva, perda progressiva de peso, sede e urina em excesso, deve ser vigiado.

   

 

A doença ocorre devido a incapacidade das células do pâncreas em segregar insulina o suficiente.
A insulina é necessária, para que as células do corpo retirem a glicose da corrente sanguínea e a metaboliza
em energia. Portanto, nos diabéticos, o açúcar do sangue permanece alto. O limite normal está em torno de100mg.
Com o tempo, a diabetes não controlada causará diversos problemas no gato.
Os principais sinais no gato são: fome excessiva e por mais que coma continua a emagrecer, porque não consegue absorver nutrientes.
Além da perda de peso, outro sinal é o aumento da sede e urina.

O diagnóstico da diabetes é feito pela dosagem de glicose no sangue e na urina.
A diabetes só é fatal se não for tratada.
Um pequeno número de gatos pode ser tratado apenas com dieta e medicação oral, mas a maioria necessita de injecções de insulina. Existe no mercado rações especiais para animais diabéticos.

A administração de insulina não é tão ruim quanto parece. A agulha é muito fina e a maioria não reage.
A dose de insulina depende de cada caso, e no início do tratamento, o veterinário irá determinar a dose que seu gato precisa.
Ele terá que ser internado, para que o veterinário possa aos poucos determinar qual a taxa de insulina diária que ele necessita. O internamento é  necessário  porque uma  dose alta de insulina causa hipoglicemia , que pode matar o animal se não tratada rapidamente.
Cada animal tem a sua dosagem própria e esta precisa ser determinada através da administração da insulina, com testes de sangue e urina para medir a quantidade de glicose. Assim, a dose diária de insulina que ele necessitará será determinada.
O início do tratamento com insulina deve ser cauteloso. Alguns gatos podem apresentar choque insulínico com apenas 1 unidade de dose, mesmo estando com a glicemia alta. Por isso o internamento é necessário até a dose ser acertada.
Normalmente começa com 1 unidade de insulina até chegar á dose correcta.
Mesmo após a determinação da dose de insulina, terá que ter sempre em casa glicose, para que ao primeiro sinal de hipoglicemia ,  passe nas gengivas do animal, para o levar de imediato ao veterinário. Com o tempo ê vai- se habituar e conhecer bem a doença e como ela se manifesta no seu gato.


Uma boa avaliação para se fazer em casa é com aquelas fitas que se compra na farmácia, para teste de glicose na urina. Quando chega a aparecer glicose na urina, é porque a taxa de glicose no sangue já está bem acima do normal.

Se o seu gato foi diagnosticado com diabete, s leve em conta que: Sem tratamento adequado ele morrerá; ele não sentirá as injecções de insulina; a insulina é gratuita.
Se você e o veterinário trabalharem em parceria ,o  seu gato viverá por muitos anos.

A diabetes é mais comum em gatos com hipertiroidismo. 
O simples tratamento para hipertiroidismo, não ajuda a tratar a melhorar a diabetes e pode mesmo piorá-la. O ideal é tratar para as duas doenças. 
O Tratamento para hipertiroidismo em gatos também é delicado, discuta com o seu veterinário qual seria a melhor forma de o fazer.

A diabetes pode causar neuropatia e fraqueza dos membros posteriores, assim como problemas circulatórios como embolias, que ocorrem quando o hipertiroidismo causa cardiomiopatia e pressão alta. Algumas vezes os problemas circulatórios ocorrem como consequência directa da diabetes.

A Neuropatia Diabética é decorrente de diabetes não controlada. Causa fraqueza nos membros posteriores, mas o gato consegue andar.

Frequentemente, essa fraqueza faz com que os gatos não andem mais na ponta dos pés e toquem parte do membro posterior no chão. Ele pode voltar a andar normalmente com o uso de insulina.

 

 

 

 

 

APB diabeticaparadiabeticos às 15:30 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos
marilia almeida a 20 de Maio de 2013 às 21:28
ola
o meu gato tbem é dependente de insulina,2 vezes ao dia.
quando preciso medir a glicose tenho de ir ao vet o que se torna dispendioso.
Consegui arranjar o aparelho para fazer medição.
podem me ajudar ? como vou fazer ? onde tiro o sangue ?
obr
diabeticaparadiabeticos a 27 de Maio de 2013 às 18:35
Olá Marília, não a posso ajudar, pergunte ao VET ele poderá ajudar :)
Bj
maria José a 18 de Novembro de 2013 às 12:40
Olá Marilia,

Em Portugal os glucometros são gratis nas farmacias, tente picar no lobulo da orelhita para obter uma gota de sangue, é assim que faço com a minha cadela, espero ter ajudado.
blogs SAPO
pesquisar neste blog
 
arquivos
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
28
29
últ. comentários
Olá Marilia,Em Portugal os glucometros são gratis ...
Bom diaInfelizmente a insulina em Portugal para an...
Olá eu tenho 27anos e tenh am insufici&ecir...
Alguém sabe quanto custa a caneta em Portugal por ...
Pessoal boa noite sou bibliotecária e pesquisei ba...
Olá Eva, lamento pela sua cachorrinha :( mas acred...
OLA BOA NOITE EM JANEIRO DESCOBRI QUE MINHA CACHOR...
Olá Marília, não a posso ajudar, pergunte ao VET e...
Olá, sobre esse assunto eu pessoalmente não noto d...
Gostaria de saber se goji berry faz com que a pess...
olao meu gato tbem é dependente de insulina,2 veze...
É assim, em Portugal os diabéticos tem as insulina...
Lamento mesmo :(
Infelizmente não moro em Portugal estou no Brasil,...
Olá, diga-me se está a morar em Portugal?Se quiser...
Posts mais comentados
blogs SAPO